Fi-lo porque qui-lo

Hoje compreendo que vivemos numa reação em cadeia, de modo que um certo fato final, acontece única e somente por consequencia de um fato inicial. Não se assustem. Estou apenas querendo dizer que TUDO que acontece em nossas vidas precisa obrigatoriamente de um motivo, certo? Errado (te peguei, hehe).

Sempre achei uma perda de dinheiro ficar procurando um motivo para cada coisa (embora eu fizesse isso o tempo todo). Perguntas do tipo: “Oh, Joãozinho tinha tudo pra se dar bem na vida, mas porque entrou no mundo das drogas?” ou “Ela sempre foi uma moça tão rica, então porque virou prostituta?” não precisam necessariamente serem respondidas. O desejo do ser humano é uma arma mortal e mortífera (qual a diferença mesmo?) sendo constamentemente confundido com MOTIVO. Sim, caro amigo, vontade e motivo são coisas bem diferentes.

Veja bem: Quando você faz algo errado sabendo que é errado, você faz porque quer. O que NÃO significa dizer que a sua vontade seja o motivo da ação executada. Mas, se você acabou de ser promovido em sua empresa e realmente estava precisando de uma graninha a mais para auxiliar nas despesas, nesse caso podemos chamar de MOTIVO: Você aceitou a proposta de promoção (fato final) porque estava precisando da grana (fato inicial). Então, podemos concluir que a vida é totalmente imprevisível e as coisas acontecem simplesmente porque tem que acontecer, não necessariamente porque precisem ou porque querem. Mas também não quero dizer que você deve se conformar com tudo o que acontece e abaixar a cabeça. Não procure explicações o tempo todo pras coisas, desde que isso não se torne injustiça. Não sei porque mas sinto que devo parar agora.

Posso até mesmo visualizar os nós que fiz em seu cérebro e sentir o cheiro de queimado que emana da sua caixa craniana. Inclusive, é uma grande perda de dinheiro tentar imaginar o que se passa em sua cabeça agora (tempo = dinheiro, só pra constar. É muito mais bonito falar PERDA DE DINHEIRO do que PERDA DE TEMPO). Enfim, é só isso que tenho a vos dizer! E que fique bem claro que esse post é culpa da minha professora de Filosofia, Mariana Mendes. Até mais ver.

Obs: o título do post é de autoria de Jânio Quadros, onde ele ‘brinca’ com as regras de colocação pronominal, e quer dizer: “Fiz porque quis”.

About these ads

6 respostas em “Fi-lo porque qui-lo

  1. Ah a Filosofia… sempre ela!

    Desde os primordios da existencia Humana que buscamos um por quê pra tudo
    um motivo, uma razão, uma causa, uma carteza…
    Daí surje o dogma de fé. quando não se pode explicar os porques, e também dai surje a ciência em contrapartida ao senso comum e tambem surje a filosofia, que na minha humilde opinião precede a ciência haja visto que parte da indagação e da racionalização e não da experimentação tal qual a ciência aplicada, mas todas essas nada mais são do que a busca incansavél do ser Humano poe
    explicações e certezas…
    Salve a Filosofia!
    rsrsrs
    já disse pra você que você escreve muito bem…
    falta-nos frequencia de posts
    seria um leitor aciduo!
    Admirador confesso

    • Pois é Adriano, como sempre a Filosofia hein? As pessoas a chamam de “complicada” ou “coisa de doido”, mas na verdade todas as nossas ações são guiadas por atos filosóficos. Obrigada por ser meu leitor, HAHAHA. Abraços =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s